5 exemplos de homossexualidade na história da WWE

>

3: O ângulo de perseguição de Mickie James com Trish Stratus

Um prelúdio para sua história tumultuada

Mickie James veio para a WWE em 2005 vinda da TNA, onde costumava se apresentar sob o nome de Alexis Laree. Seu primeiro truque na empresa envolveu um ângulo de perseguidor com a então campeã feminina da WWE, Trish Stratus. Como uma fã obcecada, o relacionamento de Mickie com Trish se transformou em uma das rixas mais icônicas na divisão feminina. Inicialmente, um sujeito abnegado que não se intimidava em adotar os maneirismos de Trish, Mickie garantiu que a corrida desta última como campeã nunca caísse além de uma marca. Em um segmento nos bastidores da edição de 26 de dezembro de 2005 do Raw, Mickie acabou beijando Trish sob um raminho de visco, estrangulando seu enredo do fascínio de um fã para a obsessão de um amante.

O personagem de Mickie então deu uma guinada sinistra conforme a rivalidade progredia. Uma partida entre os dois no Revolução de Ano Novo de 2005 deveria aliviar as cordas de Trish, mas Mickie não estava contente. Quando Trish rejeitou suas declarações apaixonadas, Mickie tornou-se violenta. Seu personagem se transformou em um indivíduo delirante e maníaco, cuja irracionalidade em lidar com outros lutadores frequentemente deixava o campeão apavorado.



Memoravelmente, os dois se enfrentaram na Wrestlemania XXII em uma das últimas partidas de Trish com a empresa. Repleto de sugestões sexuais, o mais descarado deles foi um ato improvisado de Mickie insinuando aberturas sexuais depois de agarrar a virilha de Trish. Mickie venceu a partida, merecendo por seu próprio direito ser coroada a nova campeã feminina da WWE e vendo a rivalidade chegar ao fim.

ANTERIOR 4/6PRÓXIMO